Educandário de Magia Monte Pascoal

Harry Potter RPG Fórum. A magia de HP em terras brasileiras.
 
InícioPortalFAQBuscarGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 °°Scriptor Sonorus - Edição de Março°°

Ir em baixo 
AutorMensagem
Scriptor Sonorus

avatar

Mensagens : 70

MensagemAssunto: °°Scriptor Sonorus - Edição de Março°°   Seg Mar 15, 2010 10:20 pm


°°Scriptor Sonorus°

“Onde a Informação chega como um passe de mágica!”


Diretor: Romérulo Marinho
Editor-Chefe: Celso Pimenta
Chefe de Reportagem: Cassiana Oquis


Cozinha
EMMP

Aprenda a fazer
a deliciosa cerveja amanteigada!

"Professor retorna à vida!"
Crônica
Fofoca

O bem e o mal!

"Professor tinha cueca rosa pink!"


Última edição por Scriptor Sonorus em Dom Abr 04, 2010 8:03 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Scriptor Sonorus

avatar

Mensagens : 70

MensagemAssunto: Re: °°Scriptor Sonorus - Edição de Março°°   Seg Mar 15, 2010 10:21 pm


°°Cozinha°°
Aprenda a fazer uma deliciosa cerveja amanteigada!

    Inglaterra, 2010. Por João Silva
    A sensação entre os britânicos, principalmente entre os mais jovens, é, sem dúvida, a cerveija amanteigada. Apesar do clima frio, os jovens simplesmente adoram parar em um bar e pedir a sua cerveja amanteigada! “Sinceramente, admito que sou viciada nessa delícia. Sem minha cerveja amanteigada diária, acho que não poderia sobreviver!” diz entusiasmada a jovem Katherine Addison, de dezenove anos. Como não há como agradar a todos, há sempre aqueles que não gostam da sensação, como o Sr. John Brane: “Não concordo com o nome. Apesar de não ser alcoólica, o nome pode induzir os jovens ao vício futuro. Na verdade, acho que é mesmo esse o objetivo deles.”
    Gostando ou não, o fato é que a moda alastrou-se e rompeu as fronteiras internacionais, tornando-se também um produto desejado em outros países, desde Rússia e Estados Unidos até mesmo Brasil ou África do Sul. “Bebi a cerveja amanteigada pela primeira vez no bar do sossego do ogro caolho. Simplesmente adorei, mas o velho dono do bar não quis me dar a receita. Dizem que ele demorou uns três dias para retirar as penas de todos os lugares que eu conjurei” disse uma enfurecida Alice dos Santos, de St. Sossego.
    Bom, Alice, seus desejos foram atendidos! Nós, da equipe do Scriptor Sonorus, viajamos até a Inglaterra, o grande estopim dessa nova mania nacional para descobrir a receita mais tradicional dessa delícia, “gentilmente” cedida pelo (agora na enfermaria por razões desconhecidas) George Hummet, dono de um bar local de uma cidadezinha do interior.

    Ingredientes:
    470mL de Sorvete de baunilha (derretido)
    4 colheres de sopa de manteiga
    200 gramas de açúcar mascavo
    2 colheres de chá de canela
    1/2 colher de chá de noz moscada
    1/4 colher de chá de cravo ((Moido))
    600 ml de cidra de maçã

    Modo de preparo:
    1 - Misture manteiga, açúcar e temperos em uma tigela grande
    2 - Adicione o sorvete e deixe congelar
    3 - Aqueça a cidra em uma panela por 3 minutos (use fogo baixo para evitar que ferva)
    4 - Encha cada copo com uma colherada generosa do resto dos ingredientes
    5 - Derrame sobre ela a cidra aquecida, vai espumar, como cerveja, o que explica seu nome.


Citação :
Fonte: http://www.receitaculo.com/receita/14642/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Scriptor Sonorus

avatar

Mensagens : 70

MensagemAssunto: Re: °°Scriptor Sonorus - Edição de Março°°   Seg Mar 15, 2010 10:21 pm


°°Crônica°°
“O bem e o mal!”

    Rio de Janeiro, 2010. Por Augusto Bial
    Muitos poetas já tentaram inutilmente falar sobre o amor. Outros, tentaram investir em questões sociais, principalmente os revolucionários da área musical. Há sempre aquele poeta, no entanto, que prefere tratar da questão do bem e do mal. Para falar sobre esse assunto, e necessário, primeiramente, conhecer o que é o bem e o que é o mal. E aí reside o problema.
    Bem e mal são substantivos abstratos, se minhas memórias das aulas de português não me enganam terrivelmente, e, por definição, são coisas que pertencem ao campo dos sentidos, das sensações, do “achismo” pessoal. Dessa forma, como definir um parâmetro universal para tratar de questões que são, em sua essência primária, problemáticas individuais do ser humano? Como abordar de maneira geral um tema sensível e pessoal? Nesses casos, invariavelmente, cairemos no pecado mortal da generalização barata.
    Dessa forma, defendo a hipótese de que é impossível falar do bem e do mal de maneira simples sem que a argumentação soe simplória, simplista, geral, por vezes banal. É impossível abordar temas abstratos com bases e regras concretas, como um regulamento ou algo material sobre o qual se possa discutir. Falar de amor, de sentimentos, de bem e de mal, necessita, inicialmente uma definição desses valores. E onde encontraremos? No dicionário? Pode tentar. Você verá que mesmo o mais respeitado dos dicionários lhe dará uma tentativa barata de definição que não o satisfará. Estará faltando um “não-sei-quê” que é a chave de todo mistério. Aquele que descobrir este “não-sei-quê” será um nobre indivíduo, que porá fim a milhares de argumentações, trabalhos, teses, poesias, canções e uma imensa procura intelectual por este mesmo “não-sei-quê”. Será aquele que porá um ponto final numa intensa corrente de pensamentos, que arrebatará e acabará com uma grande massa intelectual de pensadores e filósofos. Será aquele que tirará meu emprego. Será alguém que não conseguirá sobreviver a este imenso fardo. No entanto, todo poeta, todo compositor, todo artista, no geral, busca ser este “quem” que porá fim à nossa existência como ser humano pensante.


Última edição por Scriptor Sonorus em Ter Dez 21, 2010 11:17 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Scriptor Sonorus

avatar

Mensagens : 70

MensagemAssunto: Re: °°Scriptor Sonorus - Edição de Março°°   Seg Mar 15, 2010 10:21 pm


°°Educandário °°
“Professor retorna à vida!”

    St. Sossego, 2010. Por José Antônio Da Antena
    Não é novidade para ninguém que há um tempo, em 2015, ocorreu uma sangrenta e violenta batalha em uma pacata casinha em Petrópolis, Rio de Janeiro. A tão conhecida batalha de Petrópolis levou consigo um aluno do Educandário, Lucas Ferreira, e um professor, Bruno Maia, o qual continua andando pelos corredores do colégio e dando aulas para seus queridos alunos.
    Não, não estamos falando em magia negra e ressurreição por aqui. Estamos falando de um artefato mágico desenvolvido pelo próprio Bruno Maia, perito em encantamentos. Em entrevista ao Scriptor, semana passada, Bruno disse que “o portal de Ísis, que é como chamo este artefato, é fruto de uma complexa fusão de alquimia e encantamentos avançados. Usando como fonte de energia um hierograma de Confúcio, lancei um encantamento sobre um velho anel que tinha aqui. Com ele, consegui modificar a informação que compunha meu espectro, e fiz com que ela se parecesse sólida e palpável. NO entanto, a princípio, minha imagem piscava, eu era ora espectro, ora humano, enfim, uma confusão dos diabos. Daí, resolvi impregnar a estrutura do anel com diamantes, que melhoravam o fluxo mágico.”
    Nosso jornal procurou o ministério, que diz ser totalmente legal o experimento do professor. Segundo o chefe do departamento de Execução das leis mágicas, o experimento, não apresentando nenhum risco de explosão ou ferimento, e sendo de uso estritamente pessoal é permitido. “De fato, a única coisa proibida será se ele reproduzir seu experimento para outros fantasmas do castelo ou fora dele. Nesse caso, teremos de confiscar toda a produção.”.
    Já o chefe da ordem suprema dos fantasmas discorda com o ministerial. “Acredito que o que Bruno fez foi uma desonra com os fantasmas. Afinal, qual seria a necessidade de tornar-se novamente humano? Ele deveria honrar a camisa translúcida e continuar vivendo como espectro.”
    Em resposta a esse polêmico argumento, Bruno nos diz, em entrevista exclusiva em seu escritório no EMMP: “De fato, não tenho nenhum problema com ser fantasma. O ponto é que sei que o Educandário precisa de mim como humano: para dar aulas e executar encantamentos. Mas se isso consola o chefe dos fantasmas, todas as noites, tenho que remover o anel e tornar-me espectro novamente. Isso porque se eu utilizar o anel por mais de vinte horas ininterruptas, minha matéria começa a se decompor, o que repercutirá mesmo na minha existência espectral. EU vou ficar cheio de buracos horríveis. Acreditem, não quero isso.”
    Essas foram as palavras de Bruno sobre o polêmico artefato, que, às noites, fica guardado em um local secreto e especial. Quando perguntado sobre como fazia para pôr o anel todas as manhãs, Bruno disse-nos um secreto “Isso é segredo de estado!”. Com essa, me despeço, diretamente do Educandário, seu repórter Da Antena.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Scriptor Sonorus

avatar

Mensagens : 70

MensagemAssunto: Re: °°Scriptor Sonorus - Edição de Março°°   Seg Mar 15, 2010 10:22 pm


°°Fofoca °°
“Professor vestia cueca rosa Pink!”

    St. Sossego, 2010. Por Antônia Goldsmith
    Os alunos e alunas inocentes do Educandário de Magia Monte Pascoal não poderiam esperar pelo que aconteceu na manhã de quarta-feira desta semana. Simplesmente o mais inusitado dos eventos.
    Enquanto todos tomavam seu café matinal, um professor absurdamente sonolento chegou ao salão principal da escola trajando suas cuecas samba-canção. O detalhe mais bizarro da história é que a cueca era rosa-pink! Apesar do mar de risadas que prosseguiram sua entrada, o professor nada percebeu, e sentou-se à mesa para o café, tranquilamente. Após quase vinte minutos, uma professora às lágrimas de tanto riso cutucou seu colega de mesa e disse: “Não olhe agora, mas acho que você tem um probleminha abaixo da cintura!”.
    O professor olhou então espantado para sua cueca e saiu dali aos pulos de volta a seu dormitório. Em depoimento à revista de fofoca do Scriptor, uma aluna da Cedro disse-nos que “aquele professor é pirado! Deve ter bebido muito hidromel até as tantas da noite e acordou hoje assim!”.
    Descuidado, esquecido, beberrão ou simplesmente amante da coloração rosa Pink, o professor continua seu serviço com muita seriedade, e ainda diz, com muito bom-humor: “Essa história de cueca rosa me deu mais intimidade com os alunos. Já estamos até programando um dia para todos vestirem cuecas samba-canção rosa-pink. É divertido e deixa-nos bem livres, podem acreditar!”.
    Com essa, me despeço, aos risos. Sou Antônia Goldsmith e esse é seu Scriptor Sonorus, o canal de fofocas quentes!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Scriptor Sonorus

avatar

Mensagens : 70

MensagemAssunto: Re: °°Scriptor Sonorus - Edição de Março°°   Seg Mar 15, 2010 10:22 pm


°°°°°Contato°°°°°

    Deseja ser um colaborador do jornal? Deseja enviar seus artigos e vê-los publicados no Scriptor Sonorus? Quer ver seu nome impresso nos milhares de exemplares que serão enviados aos diversos cantos do Brasil? Então sente e escreva um artigo!
    O Artigo não tem um limite máximo ou mínimo de linhas, o que importa é ser criativo e ter um português bem-estruturado. Para enviar seu artigo, mande uma coruja (MP) para o Scriptor Sonorus com seu artigo. Lembre-se que ele deve conter o local da reportagem logo acima. O uso de imagens é opcional, desde que bem empregadas.
    Se você enviar um artigo e ele for escolhido para entrar no Scriptor, você pode ainda ganhar pontos para sua casa!

    Por isso, escreva-nos! Ajude o Scriptor a ter, cada vez mais, a SUA cara!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: °°Scriptor Sonorus - Edição de Março°°   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
°°Scriptor Sonorus - Edição de Março°°
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Tenebrosidade
» Preparem seus bolsos... ou não - V20 Sairá no Brasil
» Laura Idsen - Toreador - Anarquista
» [Projeto] Realm de Minecraft 24/7
» Xas 3.9.1 Edição em Português.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Educandário de Magia Monte Pascoal :: 2025-
Ir para: