Educandário de Magia Monte Pascoal

Harry Potter RPG Fórum. A magia de HP em terras brasileiras.
 
InícioPortalFAQBuscarGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 cceb

Ir em baixo 
AutorMensagem
Merlin

avatar

Mensagens : 750

MensagemAssunto: Re: cceb   Qui Maio 06, 2010 7:43 pm

#18/07/2025 - 22h
#Centro de Convenções - Show dos Fairy Tales


Era estranho estar revestido com aquela carapaça humana... Seus movimentos pareciam mais letárgicos do que habitualmente costumavam ser... Quase sentia um pouco de constrangimento em andar na grande capital com aquela forma.

Agora observava como toda sua situação se invertera... No colégio era o grande sábio e guardião dos terrenos e agora, naquela vagarosidade insana, estava extremamente fragilizado e tendo um séquito de guardiões, os professores do EMMP, o seguindo e zelando por ele.

Intrigava-o o fato de ainda não ter pensado uma forma melhor de andar entre os trouxas... O polissuco era-lhe extremamente prejudicial, passava meses e meses com gasturas e náuseas e quando ponderou na relação custo-benefício ficou certo que ter seus poderes mágicos suprimidos por poucas horas não seria tão mal assim.

Chegaram no Centro de Convenções com alguns minutos após a entrada da banda no palco e os professores logo notaram toda a vigilância armada para evitar que a segurança e o sossego dos membros da famosa banda fosse alterada por alguma fã enlouquecida e ficaram surpresos quando os corredores, fortemente vigiados e que exigiam uma dúzia de autorizações e credenciais para serem atravessados, facilmente se abriam com o singelo nome Iramohn.

O Show acontecia a todo vapor há alguns metros dali...

..e eles finalmente chegavam ao camarote onde as estrelas da noite descansariam nos intervalos... O som da apresentação, que ia a todo vapor no palco, era absurdamente explosivo, porém quando fecharam a porta do camarote, todo o barulho e agito do mundo exterior desapareceu. Um segurança elegantemente vestido os mostrou a mesa do buffet e disse para ficarem a vontade enquanto aguardassem o retorno dos Fairy Tales.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Viviane Lisboa
Auror
Auror
avatar

Mensagens : 97

Atributos
Dado Padrão: d50
Habilidades Mágicas: d10
Habilidade Desportiva: d10

MensagemAssunto: Re: cceb   Qui Maio 06, 2010 10:02 pm

-AAAAAHHHH!!!!! - Viviane gritava e se descabelava a cada passo que dava dentro do Centro de Convenções.

Posteres e Outdoors com os membros da banda foram espalhados por todos os cantos. Telões aqui e acolá para que ninguém perdesse uma só nota das músicas e Viviane gritava mais uma vez...

-AAAHHHH!!!!!

Suas companheiras não entendiam de onde vinha tamanho entusiasmo e empolgação. Algumas até já reclamavam de cansaço, pois passaram o dia inteiro para cima e para baixo na longa rua comercial dos bruxos, comprando roupas, ajeitando o cabelo, fazendo as unhas... e no fim da tarde todas conhecerem a humilde residência de Viviane, tomaram banho, jantaram uma leve refeição e preparam-se para enfrentar a noite no show... Obviamente nem todas tão empolgadas quanto Viviane.

- AAAAAAAAAHHHHHHHH!!!!!

E quanto os Fairys subiram ao palco, Viviane sentiu o ar escapar por completo de seus pulmões e pequenas estrelinhas luminosas tomaram conta de sua vista até desfalecer de emoção e felicidade.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Olavo Rafaelli
Cedro
2º Ano

Cedro 2º Ano
avatar

Mensagens : 171

Atributos
Dado Padrão: d25
Habilidades Mágicas: d10
Habilidade Desportiva: d10

MensagemAssunto: Re: cceb   Sex Maio 07, 2010 6:17 pm

Olavo sentia que o fim de semana seria muito agradável e emociante até embarcar rumo a cidade maravilhosa e descobrir o show do Fairy Tales... Sabia que todos iriam para o evento e, mesmo sem apreciar a música melosa e infantil do grupo, concordou após muita insistência em ir.

Durante a tarde, passeou um pouco pelo centro da cidade, foi a um fliperama e, por fim, se aprontou para o show... Na hora marcada, encontraram com as meninas no Centro de Convenções... Viviane estava simplesmente C-H-A-T-A... gritava euforicamente e sua empolgação era tanta que fez Olavo ir no banheiro uma dúzia de vezes para se ver livre de seus gritos.

Quando o som extremamente alto da banda invadiu o salão, Olavo acabou entrando na onda de alegria e se esqueceu de seus gostos musicais e valores éticos, acabando por cantar a música que era exibida enquanto sacudia os ombros...

As meninas riram dele, mas ele estava tão imerso no maravilhoso som que nem sequer percebeu as risadas e agora tentava um passinho ensaiado, nunca antes ensaiado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sophie-Arnaud Laurent
Jacarandá
2º Ano

Jacarandá  2º Ano
avatar

Mensagens : 42

Atributos
Dado Padrão: d30
Habilidades Mágicas: d10
Habilidade Desportiva: d10

MensagemAssunto: Re: cceb   Sex Maio 07, 2010 6:30 pm

Sophie não tinha amigos, logo não devia nada a ninguém e não teria compania indo ou não ao show dos Fairy Tales. Então por que diabos foi?

~Eu nem gosto dessa banda...~ Pensou ela, olhando para as garotas que gritavam e para um garoto que dançava desengonçadamente. O garoto parecia um macaco cego afugentando moscas, na opinião da pequena garota, que batia delicadamente os pés no chão ao ritmo da música, sem perceber. Lembrava-se daquele menino, era ele um dos que gostavam de zombar de seu rosto pouco harmonioso e de seu jeito frágil. Era ótimo vê-lo ali, tão ridículo quanto ela.

Não que Sophie fosse vingativa, claro.

_________________
Críticas construtivas quanto a minha narrativa são encorajadas :3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Olavo Rafaelli
Cedro
2º Ano

Cedro 2º Ano
avatar

Mensagens : 171

Atributos
Dado Padrão: d25
Habilidades Mágicas: d10
Habilidade Desportiva: d10

MensagemAssunto: Re: cceb   Sex Maio 07, 2010 7:02 pm

Olavo sentia a música invadir seu corpo, controlar suas ações... Dançava descompassadamente e alegremente... Cantava alto e sem vergonha... Até que notou uma menina da Jacarandá o observando... Era uma daquelas estranhas da Casa cinza, sempre retraídas e recluídas, nunca se misturavam e Olavo desconfiava que aquele lindo rostinho e corpinho violão escondiam uma assassina em séria potencial.

"Ai, Deus!!! A doida tá me olhando!!!" ...

Correu e cochichou para sua amiga de Casa.

- A louca tá me olhando... Tô com meda...

Sua amiga riu mas o repreendeu e o encarajou a chamar a garota para perto deles... Olavo no início não ficou muito feliz com a idéia, mas acabou concordando que a menina sozinha não poderia estar, não enquanto fosse aluna do Educandário... E fez um gesto para que ela se aproximasse e ficasse com eles.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sophie-Arnaud Laurent
Jacarandá
2º Ano

Jacarandá  2º Ano
avatar

Mensagens : 42

Atributos
Dado Padrão: d30
Habilidades Mágicas: d10
Habilidade Desportiva: d10

MensagemAssunto: Re: cceb   Sex Maio 07, 2010 8:04 pm

Foi pega olhando para o garoto doido, ótimo. Agora ele aparentemente a chamava para mais perto, e ela sabia que seria para algum tipo de brincadeira de mal-gosto, com ela como vítima. Não iria para junto daquela gente, viu quando a amiga do garoto riu-se dela.

~Apesar disso, seria legal ficar perto de alguém do colégio, quem sabe eles só queiram me ajudar...~ Os pensamentos rodavam na cabeça da pequena loira. Decidiu testar os colegas, que teria a perder? Aproximou-se do casal, ajeitando o gorro rosa de bolinhas amarelas que usava na cabeça, subitamente arrependendo-se de ter ido para o show com uma roupa tão infantil. Todos estavam tão arrumados e adultos! Sentia-se estúpida, mas não deixava transparecer. Andava de cabeça alta, como se os sapatos baixos rosas, o vestido rosa listrado de amarelo, o gorro e as luvas fossem belíssimas e sensuais roupas de noite (como as roupas das colegas de escola), e não um traje para um pique-nique púdico.

_________________
Críticas construtivas quanto a minha narrativa são encorajadas :3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Olavo Rafaelli
Cedro
2º Ano

Cedro 2º Ano
avatar

Mensagens : 171

Atributos
Dado Padrão: d25
Habilidades Mágicas: d10
Habilidade Desportiva: d10

MensagemAssunto: Re: cceb   Sex Maio 07, 2010 8:24 pm

A menina da Jacarandá, com uma certa desconfiança, atendeu a seu chamado e se aproximou do grupo de alunos... Suas roupas eram tão discretas quanto um elefante rosa em pleno poló sul, mas Olavo não fez menção de gracejos ou piadas.

- Sabrine... certo? - perguntou tentando se lembrar do nome de sua possível nova amiga.

- Sophie... Claro... Sophie... Que idiota eu sou... E então Sophie? É fã dos Fairy Tales.

Olavo fazia um esforço para tentar enturmar a tímida menina e depois de mais algumas perguntas com respostas objetivas e diretas, Olavo deu sua cartada final.

- Sophie... aceita acompanhar-me nesta dança...

E mesmo sem esperar a resposta da menina, começou a chacolhar e balançar em todas as direções.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sophie-Arnaud Laurent
Jacarandá
2º Ano

Jacarandá  2º Ano
avatar

Mensagens : 42

Atributos
Dado Padrão: d30
Habilidades Mágicas: d10
Habilidade Desportiva: d10

MensagemAssunto: Re: cceb   Sex Maio 07, 2010 8:36 pm

- Sabrine... certo? - Perguntara o garoto maluco, fazendo com que a tímida garota ficasse vermelha como uma pimenta.

- Ammm... Sophie-Arnaud. Sophie. - Respondeu ela com uma voz quase inaudível, olhando para os lados. Não levava nenhum jeito para o convívio social, especialmente com jovens e especialmente com jovens garotos.

O tal Olavo começou a perguntar coisas a Sophie, e ela respondia monossilabicamente, com os olhos arregalados e as mãos cruzadas na frente do corpo. Inclinava-se meio para trás quando o garoto falava, meio com medo de ser novamente motivo de piadas de parte dele, de sua amiga, ou das pessoas a sua volta.

De repente, o garoto pediu uma dança, e começou a dançar. Sophie teve vontade de sair correndo, mas manteve-se firme. Essa era sua chance de finalmente fazer algum contato social com alguém de sua escola, e isso não era uma oportunidade que se visse todo dia. Resolveu tentar. Começou a dançar graciosamente, movendo-se ao ritmo da música timidamente. Pela primeira vez em algum tempo sorriu para outro ser humano.

~ Isso é bem legal! Talvez esse ano eu faça um ou dois amigos ~ pensava ela enquanto dançava com o novo conhecido.

_________________
Críticas construtivas quanto a minha narrativa são encorajadas :3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Olavo Rafaelli
Cedro
2º Ano

Cedro 2º Ano
avatar

Mensagens : 171

Atributos
Dado Padrão: d25
Habilidades Mágicas: d10
Habilidade Desportiva: d10

MensagemAssunto: Re: cceb   Sex Maio 07, 2010 8:48 pm

- Uau, gata!!! você dança bem... - falou Olavo em seu ritmo de dança descompassado enquanto a menina fazia movimentos muito diferentes do dele.

Notou que a menina sorria e se divertia, e ficou satisfeito com o resultado, mas sabia que Sophie era uma ameaça para as "damas da corte" do Educandário, em sua maioria membros da Cedro, a elegante casa de Catarina Cedrela... E reparou que as meninas realmente não estavam muito contentes com a aproximação da menina da Jacarandá... Uma ruga de arrependimento estava estampada no rosto de sua companheira de casa que o incentivou a convidar a menina da Jacarandá para dançar.

"Ela é um pouco apagada, mas é bonita e inteligente... Uma boa polida nesta menina e não duvido que ela tomaria o lugar de abelha-rainha...", divagava o rapaz rindo consigo mesmo do ciúme das meninas e incentivando a "rival" das estrelas a brilhar mais:

- Isso aí, Sophie... Você está arrasando...!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sophie-Arnaud Laurent
Jacarandá
2º Ano

Jacarandá  2º Ano
avatar

Mensagens : 42

Atributos
Dado Padrão: d30
Habilidades Mágicas: d10
Habilidade Desportiva: d10

MensagemAssunto: Re: cceb   Sex Maio 07, 2010 9:03 pm

Sentia-se muito bem dançando, afinal, desde pequena, era na música que ela achava conforto. A música não era lá essas coisas, na opinião da pequena, mas dava para dançar, coisa que ela nunca havia feito em público. Olavo a cobria de elogios, o que no início foi um pouco estranho, inesperado, mas logo ela estava se soltando. Esqueceu-se de quem era. Esqueceu da garota que sempre fora, a garota magrela, feia e invisível, por uma vez na vida sentindo-se, senão atraente, pelo menos normal.

- Haha! Pare com isso, menino! Mentir é feio! - Ria Sophie enquanto dançava, os cabelos loiros voando de um lado para o outro. O gorro caiu no chão, mas ela nem viu, continuou a dançar e sorrir, divertindo-se muito.

Logo estava cansada, não era lá uma pessoa muito atlética. Pediu licença ao parceiro de dança, dobrando os joelhos e levantando ligeiramente a barra do vestido, como antigamente, e foi para um lugar menos cheio, para pegar um ar.

_________________
Críticas construtivas quanto a minha narrativa são encorajadas :3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Romano Escobar
Jacarandá
3º Ano

Jacarandá  3º Ano
avatar

Mensagens : 109

Atributos
Dado Padrão: d30
Habilidades Mágicas: d10
Habilidade Desportiva: d10

MensagemAssunto: Re: cceb   Dom Maio 09, 2010 6:53 pm

@Show dos Fairy Tales - CECB / Rio de Janeiro
@22h


Sabia muito bem que as três horas gastas no salão para manter seu estiloso cabelo seriam em vão, mas não se importava... apenas queria estar lindo e charmoso para o grande evento.

Encontrou com Paulo no centro da cidade e de lá foram para o show... Logo encontraram com os amigos da escola e quando o show começou, Romano não se arrependeu nem por um instante em balançar sua cabeça desarvoradamente, desfazendo todo o charme.

Era uma noite mágica... Olavo dançava com uma menina... Viviane com seu séquito conversavam e gritavam a todo o momento e eu ali, com Paulo... Não como gostaria de ficar com ele, mas estava me divertindo muito dançando e rodopiando no diminuto espaço que me cabia naquele local.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Viviane Lisboa
Auror
Auror
avatar

Mensagens : 97

Atributos
Dado Padrão: d50
Habilidades Mágicas: d10
Habilidade Desportiva: d10

MensagemAssunto: Re: cceb   Dom Maio 09, 2010 7:31 pm

Foram graciosos momentos de um ataque de histeria aguda até que Viviane aos poucos foi recobrando os sentidos... Quando notou o lugar que estava e quem estava no palco não se conteve em segurar mais um grito.

- AAAAAHHHHHH!!!!

Parecia estar no paraíso até que percebeu Olavinho todo se querendo para uma loira aguada da Jacarandá...

- Quê é aquilo? - perguntou para uma menina da Cedro...

- Vi, tá com ciúmes, é?... Logo você que sempre o chamou de pirralho e traste... - respondeu rindo em tom de deboche.

Viviane a olhou furiosamente nos olhos absorvendo aquele inusitado comentário e esquecendo de toda a euforia provocada pelos Fairys.

- Vou acabar com essa palhaçada é agora... A aguadinha tá pensando que é bailarina... Olha lá aquilo!!!!

E quando ameaçou avançar sobre a menina, Paulo, amigo cedrino fiel e íntimo de Romano a impediu.

- Viviane... você nunca deu bola para o garoto.. Sempre o xingou e o maltratou... Agora deixa ele quieto e aproveita o show... A dor de cotovelo logo passa.

Assim, Viviane ficou cerca de meia hora de cara fechada, rangendo os dentes e pronta para atacar a aguadinha sem graça da Jacarandá... até que a menina abanou a ridículo saia que insistia em dizer que era roupa e foi para um local mais arejado

"Isso aí, magrela... Se tá pensando que vai roubar meu futuro ex-namorado está muito enganada!!!"

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Merlin

avatar

Mensagens : 750

MensagemAssunto: Re: cceb   Seg Maio 10, 2010 5:30 pm

# Intervalo do Show

Iramohn e os professores já estavam há quase uma hora no camarim da banda, esperando os grandes artistas retornarem... Estava um clima bem descontraído, com eles aproveitando a mordomia e o luxo do lugar sendo silenciosamente observados a distância pelo segurança.

E a hora tão esperada havia chegado... O intervalo finalmente fora anunciado e as luzes do palco se apagaram.. A banda retornou a seu aposento de descanso após atravessarem um longo e infindável corredor cheio de fotógrafos e jornalistas. Quando a porta do camarote novamente se fechou, todos os flash e a confusão gerada pela imprensa bruxa foram deixados do lado de fora.

A banda não se surpreendeu com os inusitados convidados, pelo contrário, fizeram questão de saudar um a um e, por fim, o vocalista levou o homem-tartaruga a um canto mais recluso e iniciaram um sigiloso diálogo, interrompido por olhares desconfiados para a porta, vez por outra...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ryan Liam Connor
Pau-Brasil
2º Ano

Pau-Brasil 2º Ano
avatar

Mensagens : 6

Atributos
Dado Padrão: d30
Habilidades Mágicas: d10
Habilidade Desportiva: d10

MensagemAssunto: Re: cceb   Seg Maio 10, 2010 10:17 pm

O show estava indo muito bem. Não gostava muito dessas boy-band, mas até que essa na era nada mal. Cantaram algumas músicas famosinhas, dessas que tocam nas rádios o tempo todo. Um coro mais feminino que masculino entoava as canções como um mantra. Era bem divertido observar o comportamento dessas pessoas. Vi colegas meus dançando e cantando e bom, posso dizer que até aí tudo bem. Mas notei uma coisa que não me agradou muito. Pode parecer bobagem e tudo mais, mas esse sentimento estúpido não estava em mim. Ela, a Sophie dançando e rindo com outro garoto. È, eu nunca disse nada a ela sobre o que eu sentia e tal, mas depois desses anos de amizade e convivência eu realmente esperava que ela suspeitasse de algo.

Eu sei que usar minha habilidade o tempo todo não é bom, mas isso também não é algo que eu possa controlar sem estar inteiramente concentrado. Então acabei ouvindo o pensamento de várias pessoas. Mas me concentrei em um em especial. Olavo. È, ele pensava coisas digamos que fúteis. E afinal de contas que diabos era “abelha-rainha”?
Deu-se o intervalo do show e Sophie parou de dançar, indo para um lugar menos agitado. Resolvi que era o momento de ir falar com ela.

"Oi Sophie! "_Disse eu dando um forte abraço naquela menina frágil._"E então, está gostando do show? Bom, parece que sim né, pela forma como você estava dançando ali.”

Tossi tentando esconder aquele ciúme idiota que se juntava com o medo da resposta que eu ouviria.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Samanta Lunna
Cedro
3º Ano

Cedro 3º Ano
avatar

Mensagens : 59

Atributos
Dado Padrão: d30
Habilidades Mágicas: d10
Habilidade Desportiva: d10

MensagemAssunto: Re: cceb   Seg Maio 10, 2010 10:39 pm

Ora, que noite agradável estava sendo aquela. Todos aquelas belezas exuberantes no palco. Não conseguia me conter e dava gritos histéricos a todo momento. Era muito bom ouvir os hinos que marcavam a nossa juventude entoada por nossos heróis. Ao meu redor todos se divertiam muito e até Olavo estava contando as músicas. Esse fato me fez dar uma risada quase inaudível por conta do som alto que saía das enormes caixas acima de nós.
A música me envolvia e me despertava instintos provenientes de minha linhagem. Instintos que certamente não seriam bem vistos pela sociedade caso viessem à tona naquele local. Fui desperta de meus devaneios quando Olavo comentou algo sobre uma “louca” estar olhando para ele:


“A louca tá me olhando... Tô com meda...”

“Quem? Quem é louca?" Foi então que me virei e vi que era Sophie, aquela menina
Simpática que me ajudou no jogo de quadribol.
“Pare com isso garoto, chame-aela pra cá. Ela é bem legal!”

E assim foi feito. Olavo chamou Sophie e começou a conversar com ela. Eu continuei babando pelo meu amor platônico que suava no palco. Mas aos poucos fui percebendo movimentos anormais perto de mim, e quando eu me viro, vejo os dois dançando. _Aí, Deus!_ Era bom ver que ela estava se entrosando, mas não precisava ser daquela forma. Resolvi não dizer nada. Não naquele momento.

Percebi que eu havia parado de cantar e dançar para observar os dois, e certamente a minha expressão não era nem um pouco parecida com alegria. Finalmente Sophie se cansou, saiu de perto, e começou a conversar com outro garoto. Agora eu podia falar.


“Olaavooo! Eu estava aqui o tempo todo e você nem me chamou para um rodopio dançante, aí eu achando que seria legal chamo a garota e você nem perde tempo! Meu Deus!”


Falei aquilo fazendo um beicinho. OK, o que eu posso fazer sentir ciúmes é normal oras.

_________________
Samanta Lunna
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bruno Maia
Professor de Artes das Trevas
Diretor da Pau-Brasil

Professor de Artes das Trevas  Diretor da Pau-Brasil
avatar

Saldo Bancário (Galeões) : 2
Mensagens : 927

Atributos
Dado Padrão: d50 x 6
Habilidades Mágicas: 8
Habilidade Desportiva: 8

MensagemAssunto: Re: cceb   Qua Maio 12, 2010 8:19 pm

@CECB - Rio de Janeiro
@Show dos Faity Tales


Bruno acompanhava pelas ruas do RIo de Janeiro um vagaroso e aparentemente incomodado Iramohn. O senhorzinho de 60 anos andava à frente da escolta de professores, quase gritando por um pouquinho de liberdade que os professores, temerosos de algum ataque bruxo ou mesmo trouxa ao inocente ancião, tanto o negavam.
Ao chegarem ao centro de covnenções, Bruno e os outros professores se pasmaram ao ver algo que parecia uma poderosa guarda imperial fazer reverências e abrir passagem a Iramohn. Bruno nunca soube ao certo o poder do velho Iramohn. Bom, sabia que ele era, atualmente, o ser mais poderoso que andava pela face da Terra, mas não sabia o nível de respeito que isso impunha. Nem exatamente a extensão das pessoas que sabiam desse poder e, logo, o respeitavam.
Ao chegarem ao camarote da banda, Bruno, que já estava com uma pontada de fome no estômago, sentiu os olhos brilharem e a boca salivar intensamente com os vários foundues, croissants, salgadinhos, doces de abóbora e tentas outras coisas que enchiam as várias mesas dispostas lateralmente por toda a sala.
Então, educadamente, Bruno esvaziou um prato de doces, e um de salgados, mais uma jarra de suco. Estava virando toda uma garrafa de suco de caju guela abaixo quando os integrantes da banda entraram. O grande barulho que a porta fez ao abrir-se, com as fãs e os flashs, assustou Bruno, que deixou a jarra cair, espatifar-se totalmente no chao. Os integrantes da banda, no entanto, nem se abalaram com a quebra de sua vidraria, do contrário, riram, demonstrando bom-humor, e o cumprimentaram, bem como a todos os professores ali presentes, seus amigos.
Então, sem pestanejar, Iramohn puxou um dos integrantes para um canto, e iniciou uma enérgica e tensa conversasão com ele. As caras eram fechadas, apreciam demosntrar nada além de preocupação, e um tanto de temerosidade por parte do integrante. Iramohn era enérgico, firme, e Bruno sentiu, mais uma vez, a extensão de seu poder.
Mais que rapidamente, os integrantes deixaram o camarim, ligeiros. A porta bateu forte ao fazê-lo e Bruno perguntou para Victor, rapidamente:

"O que está acontecendo, Vic?

Mas, sem tempo de responder, Iramohn seguia rapidamente em sua direção, um semblante extremamente rígido, duro, tenso. Bruno estava preocupado. Jamais vira Iramohn dessa forma. Isso era mau.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Merlin

avatar

Mensagens : 750

MensagemAssunto: Re: cceb   Qui Maio 13, 2010 6:40 pm

#Retorno do Show - Camarote dos Fairy Tales
A preocupação transparecia em sua face humana quando a banda deixou o recinto para retomar seu lugar ao palco... Todos estavam curiosos a respeito daquela sigilosa conversa, mas não havia pistas do que se tratava... e Iramohn deu por encerrada aquela visita ao Rio de Janeiro.

Agora era preciso retornar a barca e retomar sua forma original. Era-lhe extenuante aquela condição e não poder utilizar das artes mágicas não dava a ele segurança alguma, mesmo com o séquito de guarda-costas de professores do Educandário que o acompanhava.

Quando a porta do camarote abriu, as primeiras notas de um solo de guitarra ecoaram do palco e uma reunião de gritos histéricos foi ouvida...


Mas, subitamente, a escuridão tomou conta... As luzes se apagaram e o silêncio da guitarra precedido pelas trevas foi o motivo para uma grande vaia da platéia... Algumas varinhas tentavam iluminar a escuridão, mas as luzes eram rapida e misteriosamente tragadas como em um buraco negro... Neste momento os professores notaram que havia algo de errado...

Gritos viam na direção do corredor repleto de seguranças... Clarões mágicos traziam luzes de terror a escuridão e um "Avada Kedrava" foi o suficiente para que todos erguessem suas varinhas para um ataque que viria de não se sabe onde...

-Os fantasmas!!!!

O aviso ribombou por todo o Centro de Convenções e logo o desespero e a desordem tomou conta.

Iramohn desejou não estar naquela forma, mas era tarde... Só restava a ele se proteger de um ataque próximo e torcer para que os professores fossem hábeis para um duelo na escuridão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Isadora Rafaelli
Professor de Artes e Mistérios da Natureza
Professor de Artes e Mistérios da Natureza
avatar

Mensagens : 86

Atributos
Dado Padrão: d50
Habilidades Mágicas: d10
Habilidade Desportiva: d10

MensagemAssunto: Re: cceb   Sab Maio 15, 2010 6:31 pm

~ Quem apagou as luzes?

Isa estava naquele show não por ser fã ou admiradora do grupo, muito pelo contrário, detestava a musicalidade parca em melodia e estereotipada para a juventude bruxa... O que muitos não sabiam era que em uma galáxia não muito distante, há um bom tempo atrás, Isadora conheceu o vocalista dos Fairy Tales em uma clínica de reabilitação ... Mas isto é história para outra hora...

Agora estava naquele lugar para proteger a frágil figura humanizada de Iramohn e quando o interesse da sábia tartaruga já havia se concretizado, finalmente se recolheram para voltar para a Casa de Bruno onde ficariam até o final do domingo.

- Quem apagou as luzes?

Surpreendeu-se quando saiu do camarim e uma sonora vaia veio da direção do palco. Todas as luzes haviam sido apagadas e um grande breu se descortinou sobre sua vista.

- LUMUS...

A luz de sua varinha acendeu, mas em uma fração de segundos sumiu, como se fosse tragada por alguma coisa... Insistiu mais duas vezes e obteve o mesmo resultado.

- Gente. Tem algo de errado!!!.. Protejam o Iramohn...

Os professores formaram um círculo ao redor da forma idosa e prepararam-se... Clarões provenientes de maldições imperdoáveis inundavam o corredor, derrubando os seguranças da banda a medida que um grito de dor e horror era liberado.

Naquele momento, arregalou os olhos o máximo que podia para divisar seu inimigo.

_________________

You know that I´m no good...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bruno Maia
Professor de Artes das Trevas
Diretor da Pau-Brasil

Professor de Artes das Trevas  Diretor da Pau-Brasil
avatar

Saldo Bancário (Galeões) : 2
Mensagens : 927

Atributos
Dado Padrão: d50 x 6
Habilidades Mágicas: 8
Habilidade Desportiva: 8

MensagemAssunto: Re: cceb   Sab Maio 15, 2010 7:08 pm

@Cetro de Convenções e Eventos Bruxos – CECB
@Visita ao Rio de Janeiro – Show dos Fairy Tales


Bruno sentia-se levemente envergonhado para com os integrantes do Fairy Tales, apesar de não gostar de seu estilo musical e achar tola toda aquela reverência a jovens adolescentes que cantavam bem e tiveram sorte. Mas respeitava-os como qualquer outro profissional. No entanto, no momento, toda sua atenção fora desviada para a misteriosa conversa entre Iramohn e o líder do grupo. Perguntava a Victor o que eles teriam conversado quando uma sucessão de eventos aconteceu.
Primeiro, as luzes do lugar pareciam ser drenadas continuamente para um único ponto fora da sala; depois uma horda de vaias foi presenciada; então, muitos, como Isa, tentaram acender suas varinhas, ao que as luzes foram também drenadas pelas luzes tão densas que pareciam ser feita de puro veludo. Houve uma histeria geral, enquanto a cabeça de Bruno se organizava. Conhecia muito bem aquele feitiço, era o feitiço buraco-negro, extremamente complicado de se fazer. Na verdade, conhecia apenas uma pessoa que poderia executá-lo. Ou melhor, um grupo de pessoas. A confirmação veio com um grito, da platéia:

”Os fantasmas!!”

Era o plano perfeitamente planejado. Eles sabiam que os professores jamais sairiam de perto de Iramohn, mas ao mesmo tempo precisariam proteger todos os fãs que lá fora estavam. Bruno sentia o impasse à frente de todos os professores. Francamente não sabia o que fazer. Confiava que seus alunos, principalmente aqueles que estavam no clube de duelos, saberiam defender-se, mas não sabia até que ponto. Precisavam ir lá ajudá-los. Mas se fossem... Abririam a guarda para pegarem Iramohn. O que fariam? Bruno tentava lembrar-se de algum feitiço de iluminação que resistisse à sucção do buraco-negro, mas nada vinha em sua mente.

”Lumus solarem!”

Então, no curto espaço de tempo em que o clarão de luz acendeu-se, Bruno sentiu, antes mesmo de seus olhos capturarem a cena, um homem alto, de capa preta até os cabelos, vestido por uma máscara prateada. Victor, esplendidamente, foi mais rápido que os outros, atacando o fantasma, que tombou para trás.

”Cuidado! Ele não pode estar aqui sozinho! Há mais deles aqui!”

Instintivamente, os professores fizeram uma espécie de cerco em torno de Iramohn. O velhinho que agora tinha dentro de si a velha e anciã tartaruga estava protegido por uma legião de professores, atentos a qualquer movimento na escuridão. Bruno não tinha medo de escuro. Não até o momento.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Victor Wagner
Diretor Geral
Diretor Geral
avatar

Saldo Bancário (Galeões) : 226
Mensagens : 857

Atributos
Dado Padrão: d50 x 6
Habilidades Mágicas: 8
Habilidade Desportiva: 7

MensagemAssunto: Re: cceb   Dom Maio 16, 2010 9:39 pm

@Cetro de Convenções e Eventos Bruxos – CECB
@Visita ao Rio de Janeiro – Show dos Fairy Tales
@Camarote V.I.P.


"O que está acontecendo, Vic?"

Era a pergunta que Victor também gostaria de ter a resposta. Estavam todos fazendo o papel de Guarda-Costas do velho ancião em sua roupagem humana, mas sequer sabiam o verdadeiro motivo de um encontro entre o sábio e o cantor da famosa banda bruxa.

"Não deveríamos ter realizado um feitiço transmutatório em Iramohn...", Victor ponderava analisando o movimentado e intenso ambiente que estavam inseridos.

Mas, felizmente, tudo teve um rápido fim e eles se colocaram para fora do camarote rumo a Casa do Professor Bruno, onde descansariam aquela noite... Foi neste momento que algo lamentável ocorreu, as luzes se apagaram despejando um negrume intenso sobre o corredor... As magias luminescentes não conseguiam se manter ativas... Maldições imperdoáveis seguidas por gritos de dor enchiam o corredor...

-Os fantasmas!!... Protejam o Iramohn...

Guiado instintivamente por seus sentidos, Victor logo pôs a varinha sobre uma figura alta, vestido com uma longa capa negra e ostentando a mascara prateada dos Fantasmas... Com um Estupefaça, o Fantasma foi ao chão..

”Cuidado! Ele não pode estar aqui sozinho! Há mais deles aqui!”, Bruno alertou... E realmente estava certo... O som do ar estalando nas aparatações ecoou... e, sugestionado, Victor tentou fazer o mesmo para tirar Iramohn do lugar de risco.

Segurou no braço do velha figura e quando tentou desaparatar, algo deu errado. Não saiu do lugar... Algo foi lançado junto com aquela escuridão que os impediam fugir com magia... Agora tinham que enfrentar com a cara e com a coragem, mesmo não sabendo o número exato de seus adversários...

_________________
even me
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Leon Olliveira
Pau-Brasil
3º Ano

Pau-Brasil 3º Ano
avatar

Mensagens : 10

Atributos
Dado Padrão: d35
Habilidades Mágicas: d10
Habilidade Desportiva: d10

MensagemAssunto: Re: cceb   Seg Maio 17, 2010 7:33 pm

Hoje o dia havia sido um tanto quanto agitado, visitamos várias partes do Rio de Janeiro, eu aproveitei para ver minha família, e depois fomos ao show daquela bandainha Fairy Tales. Bem, eu odeio admitir, mas eles são realmente bons. O show seguia “tranqüilo” só o que atrapalhava eram os gritos histéricos das garotas.

Tentei ficar em local não muito distante dos meus colegas, mas que fosse um tanto quanto afastado de garotas loucas. Eu até arrisquei a cantar algumas partes de músicas famosinhas, mas logo me continha. Apesar de não ser meu estilo musical preferido, eu posso dizer que estava me divertindo.

Durante o intervalo do show eu aproveitei para conversar com alguns colegas. O intervalo não durou mais que dez minutos, então logo estavam os caras tocando a música novamente. Mas, der repente, as luzes se apegaram e ninguém mais estava cantando. Pessoas começaram a vaiar. Foi quando as vaias se trasnformaram em gritos de desespero, vários clarões verdes começaram a aparecer. Eu também fiquei apavorado. A primeiro momento não conseguia enxergar nada. Mas então minhas pupilas começaram a dilatar e minha visão noturna ficou perfeita. Pela primeira vez eu agradeci por ser um ‘monstro’.

Via que as pessoas corriam de um lado para outro sem saber para onde ir. A Maioria usou a varinha como “lanterna”, mas mesmo assim estavam atrapalhados. Vi também que uma figura mascarada se aproximou de mim. Empunhei a varinha pronto para atacar a qualquer momento. Então o maldito me desarmou com um Expelliarmus. A raiva tomou conta de mim e por mais engraçado que pareça eu uivei. Depois dei um soco na cara do indivíduo que felizmente não estava esperando. Ele ficou um tanto quanto atordoado e eu tirei a varinha de sua mão. Segurei seus braços pra trás e chamei minha colega, aquela loirinha Viviane, para me ajudar.

_ Ei, Viviane! Tem como você me ajudar a acabar com esse cara aqui?

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Viviane Lisboa
Auror
Auror
avatar

Mensagens : 97

Atributos
Dado Padrão: d50
Habilidades Mágicas: d10
Habilidade Desportiva: d10

MensagemAssunto: Re: cceb   Qui Maio 20, 2010 8:53 pm

- AHHHHHH

Meu grito não era euforia ou entusiasmo... Era raiva e protesto por algum engraçadinho ter apagado as luzes do show... As reclamações se transformaram em gritos e o desespero invadiu a platéia...

Era um campo de guerra... Estavam sob ataque e já imaginava o que acontecia.

- Os Fantasmas!!! - o desespero se multiplicou com a simples menção do nome.

Fiquei sem saber se corria para me proteger ou ficava para enfretar nossos inimigos, e antes de tomar alguma decisão, Leon segurava um homem encapuzado... não muito forte, na verdade bem franzino, mas já era um a menos...


- Ei, Viviane! Tem como você me ajudar a acabar com esse cara aqui?

Não duvidei em esturporar a fuça do bruxo de capuz, mas fui breve em chamar Leon para fugir.

- Leon, Vamos sair logo daqui... Os Fantasmas não são para brincadeira... Acho que não seremos capazes de os enfrentar...

E segurei seu braço, tentando achar uma saída...

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bruno Maia
Professor de Artes das Trevas
Diretor da Pau-Brasil

Professor de Artes das Trevas  Diretor da Pau-Brasil
avatar

Saldo Bancário (Galeões) : 2
Mensagens : 927

Atributos
Dado Padrão: d50 x 6
Habilidades Mágicas: 8
Habilidade Desportiva: 8

MensagemAssunto: Re: cceb   Sab Maio 22, 2010 12:02 am

Tudo estava muito confuso. O que eles fariam? Estavam cercados por todos os lados por bruxos encapuzados, que fechavam o cerco ao redor dos professores, que protegiam Iramohn, ao centro, indefeso em sua forma humana. A cabeça de Bruno trabalhava rápida, sagaz e então a revelação caiu por sobre sua mente humana. Não tinha como fugir, porque os estavam cercando, então o jeito era sair por baixo, literalmente.

"Segurem-se firme!"

E, segurando-se nos outros professores, e apoiando Iramohn, Bruno lançou um bombarda maxima no chão sob seus pés, sentindo cair na mais completa escuridão no andar de baixo, justamente onde estava acontecendo o show. Sabia que haveria muitos inocentes ali embaixo, e aterrorizava-se em pensar que talvez houvesse matado alguns jovens dali, mas uma conclusão terrível impunha-se sobre sua cabeça, algo tenebrosamente horripilante, e precisavam tirar Iramohn dali, o mais rápido possível. No meio da escuridão, via muita gente correndo para todos os lados, desordenadamente, sentia fortes encontrões que dava nos jovens e adultos que assistiam ao show, tranquilamente alguns minutos atrás. Agora, socava o que via à frente, numa tentativa desesperada de escapatória. Sabia do ponto fraco daquele feitiço, ele mesmo o usara várias vezes. Sua mão tateava a escuridão densa à frente, sem saber dirieto o que fazia. A horda de professores seguia em seu encalço, até que suas mãos encontraram algo sólido, frio, e maravilhosamente perfeito: a saída.
Executou um complexo feitiço de abrir fechaduras mágicas, pois os fantasmas haviam protegido aquela contra o Alohomorra, e então a porta abriu-se, revelando uma noite brilhosa, negra, mas muitomenos negra do que o breu interno do CECB. O veludo negro parecia estar sendo sugado para fora do lugar, ao que suas vistas tornavam a enchergar as coisas ao redor. Mas seus receios confirmavam-se. Os fantasmas os seguiram rua afora. Via de relance os alunos também os seguindo, logo a frente de um grupo de sete ou dez fantasmas que lançavam feitiços desordenadamente em sua direção, ao que eram revidados pelos professores e os alunos. Uma sucessão de brilhos e barulhos ecoava noite adentro, e sua cabeça pensava, pensava, pensava, até que, enfim, encontrou uma saída. Mas teria de contar com a sagacidade de seus alunos.
Dando as mãos a Victor, este deu as suas à Martha, Isadora, e logo formou-seuma "corrente" de professores correndo dos fantasmas pelas ruas do Rio de Janeiro. Logo em uma esquina, aproveirando o movimento, giraram todos, sendo rapidamente engolidos pelo pacífico e pacato rodoentro de luzes, cores, formas e sons. EM sua cabeça, só pensava em uma coisa.

"Eles querem Iramohn morto, eles pretendem tomar o Educandário em breve..."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Merlin

avatar

Mensagens : 750

MensagemAssunto: cceb   Sab Maio 22, 2010 9:33 pm

#Visita ao Rio de Janeiro - Show dos Fairy Tales
#CCEB


O ataque veio imprevisível e desordenado. Os Fantasmas pulalavam em todos os cantos, para todos os lado, e por um mísero minuto Iramohn pensou que aquela seria sua última noite como uma sábia e anciã criatura mágica...

O cerco de proteção ao seu redor se fechou. Os professores faziam o máximo para o defender do possível ataque... Explosões, gritos, clarões, choros... Difícil explicar o que realmente se passava no agora pequeno e frágil coração humano do Sábio... Sua vida era o troféu daquele combate e a dúvida de quem possuiria tão precioso objeto revolvia suas vísceras.


"Segurem-se firme!"

Uma nova explosão, o chão cedeu... estavam no palco... Tatearam na escuridão... Trombaram com uma dúzia de coisas até acharem uma porta... Finalmente as nuances das cores da noite retornaram a seus olhos... O ar fresco lhe trouxe um alívio, interrompido pelo aproximação de um grupo de seus inimigos que os aguardavam do lado de fora... e de repente o vácuo o sugou... Tudo rodopiou... Alguém aparatou com ele... Possivelmente Victor ou Bruno...




#Visita ao Rio de Janeiro - Final
#Lugar Desconhecido


Quando seu corpo foi cuspido das entranhas do espaço-tempo, um cheiro azedo penetrou-lhe o olfato e o fez entrar em uma tonteante vertigem... Ajoelhou-se ao chão e vomitou uma gosma verde...

Notou a umidade excessiva do ambiente... A escuridão havia retornado, não tão negra quanto antes mas ainda assim ameaçadora ... O chão e as paredes rochosas ecoavam o som das eternas goteiras formadoras de estalactites... Estava em uma caverna... Como aparatou até ali?.. Onde estavam seus amigos-guardiões?..

- Bruno?!?... Victor?!?... Alguém?!?...

Gritou assustado... Sua voz era antiga e morosa... parecia que todo o peso do tempo da existência do mundo estava concentrado em seu ser naquele momento... Queria aparatar, mas a complexa magia utilizada para que se transformasse em homem o impedia de realizar qualquer tipo de ato mágico enquanto estivesse naquela forma...

"A magia vai acabar naturalmente em instantes...", pensava ansioso... e uma forte dor e uma nova tonteira o fez vomitar pela segunda vez... foi como se uma afiada adaga estivesse dissecando seu cérebro..

- Está enganado, meu caro!!! Sua magia não terá fim aqui... não enquanto eu quiser que assim seja...

A voz era sombria e abafada...

- Quem é?... Quem está aí?... Seu covarde, quando eu voltar a minha forma você se arrependerá de ter lido uma mísera palavra da minha mente...

Um riso ricocheteou alto nas paredes rochosas... Iramohn se encolheu em sua insignificante fragilidade... Uma sombra moveu-se da escuridão e caminhou até ele... O manto negro veio lentamente e mãos gélidas e afiladas seguraram sua gabla cabeça.

- Uma mísera palavra?... Não, meu caro... Eu não quero uma mísera palavra... Eu quero muito mais que isto...

E olhos cinzentos atravessaram uma máscara dourada em forma de caveira e antes que Iramohn desmaiasse, ainda ouviu a força da palavra do líder dos Fantasmas: "LEGILIMENS"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: cceb   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
cceb
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Educandário de Magia Monte Pascoal :: 2025-
Ir para: